O guia definitivo para você prototipar sua ideia

Sumário

Você já se perguntou qual o processo que é feito para prototipar sua ideia? Hoje nós vamos falar um pouco sobre todo esse processo!!

Processo para prototipar: o que é Protótipo?

Antes de entender como é feito todo o processo para prototipar sua ideia vamos entender o que é um protótipo: 

 Segundo o que diz o Wikipédia, um protótipo é um é um produto em fase de testes e/ou planejamento. Em outras palavras, é um visualizador de como vai ficar seu produto final.

No caso de um desenvolvimento de um software um protótipo é muito importante para que o cliente tenha noção de como seu software vai ficar visualmente, de forma tangível.

Na prática “O termo pode se referir a um automóvel (como um carro conceptual), avião, nave espacial, navio ou qualquer outra embarcação, veículo de transporte, móveis ou produto da engenharia, como, por exemplo, um porto ou uma usina hidrelétrica, uma turbina, uma bomba hidráulica, etc. Geralmente estes produtos são testados antes em modelos físicos, em laboratórios especializados de aerodinâmica ou de hidrodinâmica.

A grande diferença desse elemento para uma maquete, é que a maquete seria em miniatura e o protótipo é em tamanho real.

Na Engenharia de Software, protótipo é um sistema/modelo (um website ou outro software) sem funcionalidades inteligentes (acesso a banco de dados, por exemplo), podendo conter apenas funcionalidades gráficas. Utilizado para fins de ilustração e melhor entendimento, geralmente em reuniões entre a equipe de Análise de Sistemas e o contratante.” (Fonte wikipédia)

Depois de entender o que é um protótipo na prática, vamos passar agora para os processos.

Como prototipar

Primeira etapa é a IMERSÃO

A imersão tem como seu principal objetivo entender o contexto do problema. Ela começa com a elaboração da matriz CSD, para reunir e classificar as informações existentes. Em seguida é desenvolvido um diagrama de ishikawa, para identificar quais as causas e problemas que o produto vai resolver. E por último, a criação de um fluxograma de processos, para mapear as funções do produto. 

Exemplo de um diagrama de ishikawa

O segundo passo é a PESQUISA

Seu principal objetivo é entender o público alvo e os possíveis concorrentes do produto. Ela se inicia com a definição de qual é o público alvo e, a partir dele, a criação de algumas personas para representarem os usuários e seus interesses.

O terceiro passo é a IDEAÇÃO

A ideação é o momento em que as ideias e pesquisas das etapas anteriores começam a tomar a forma. Sua primeira etapa é o diagrama de casos de uso, ele serve para mapear, a partir do ponto de vista dos usuários, as funcionalidades e possibilidades que serão desenvolvidas. Depois disso será feito o documento de requisitos, que define quais os processos que farão parte do processo de desenvolvimento. E com essas informações, é realizada uma previsão de orçamento do projeto final.

Exemplo de Diagrama de Casos de Uso

O quarto passo é a PROTOTIPAGEM

Após a definição dos requisitos e das funcionalidades, é iniciada a etapa de prototipagem. O objetivo aqui é desenhar a interface do produto. Nessa etapa, é desenvolvido o protótipo de baixa fidelidade e são realizadas pesquisas e testes com usuários, encontrando pontos positivos e negativos. Então, com base nesses dados obtidos, o protótipo de alta fidelidade é desenvolvido e, a partir dele, o diagrama final de casos de uso.

E o quinto e último passo é a DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA

É a etapa que define o escopo do projeto a partir do diagrama final e do protótipo de alta fidelidade. Inicialmente são analisadas as possíveis Stack’s e é gerado um relatório de tecnologias com o conjunto ideal para o desenvolvimento. Depois disso, caso exista um banco de dados, já se constrói o diagrama de entidade relacionamento do banco de dados.

Mesmo depois de toda essa explicação você ainda se perguntar qual a importância de um protótipo para o seu software. Então, vou te falar: é importante porque os protótipos auxiliam na redução das incertezas que permeiam o design de uma solução. Uma solução rápida para abandonar alternativas que não são bem recebidas pelo público-alvo, sem que nenhum investimento pesado seja feito. 

Durante a prototipagem, são criados modelos de teste para verificar o comportamento dos usuários durante a interação com o protótipo. Assim, é possível medir se o diferencial teórico supre as necessidades dos usuários. 

Dependendo dos resultados da análise de eficiência dessas propostas, o ciclo de testes pode se repetir quantas vezes forem necessárias até que uma solução viável econômica e tecnologicamente seja identificada.

Esses testes podem acontecer em contextos variados, desde ambientes controlados, como num laboratório de usabilidade, até  sessões com usuários finais e potenciais consumidores. 

Para um resultado produtivo, os protótipos devem ter um problema de teste central que não se deve perder de vista. Ao mesmo tempo, deve-se incentivar a equipe a manter uma visão ampla para poder perceber outras lições durante o processo.

Ainda tem dúvida sobre prototipagem? Confira mais um dos nossos textos
Prototipagem de produtos digitais: Qual sua função?

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Aproveite e leia também

ValeuApp

Case: ValeuApp

Conheça mais um case de sucesso! O ValeuApp é um aplicativo de vaquejada voltado para gerencia desses eventos Sobre o cliente O ValeuApp é um

Leia Mais »

Case: LUME

Conheça o case de sucesso da LUME! A LUME é um empresa de energia renováveis de Natal/RN. Sobre o cliente A Lume é um investimento

Leia Mais »